terça-feira, 11 de junho de 2013

Ae Galerinha Que Curte Um Teatro Olha Só Essa Galera Aew. Muito Legal Vale A pena Conferir

Atenção homens! eis aqui 9 erros que elas não suportam na cama!
1– Pular preliminares – Mulheres gostam de preliminares. Não seja egoísta. E não se esqueça de beijá-la, de preferência antes, durante e depois.
2  – Sexo mecânico – Não faça sexo de maneira mecânica. Mulheres (e homens) odeiam momentos a dois chatos, metódicos e previsíveis.
3  – Falta de higiene – Provavelmente, ela não vai querer uma segunda vez se o homem estiver sem tomar banho, com hálito ruim, unhas sujas e compridas. Cuide-se.
4 – Sexo bruto ou doloroso – Mulheres preferem movimentos suaves com os dedos. Portanto, tome cuidado quando for manipular seus mamilos e outras partes sensíveis. Algumas mordidas podem ser interessantes, mas sem machucar.
5  – Muito quieto ou muito barulhento – A maioria dos homens gosta que as mulheres façam barulho durante o sexo, mas poucos sabem que elas também gostam de saber que eles estão gostando. Mas também não fale demais ou fique perguntando a toda hora “Está gostando disso?”, “O que quer que eu faça?”. Às vezes, o som da respiração mais pesada já é o suficiente.
6 – Palavras picantes – Se vocês estão juntos há pouco tempo e não sabe se ela gosta de palavras picantes e sujas na cama, melhor esperar até que se sintam mais confortáveis um com o outro para falar. Mas comece aos poucos, sem exagerar na dose, e analise como ela se sente.
7 – Forçar sexo oral – Nem pense em segurar a cabeça da parceira e guiá-la até sua região genital. Não force o sexo oral. Se ela quiser fazer, sabe o caminho.
8 – Orgasmo muito rápido ou muito tardio – Se você fez um bom trabalho nas preliminares, talvez a ejaculação precoce não a incomode. Mas é melhor corrigir o problema. Também não vale querer prolongar a penetração por 45 minutos, uma hora ou mais, porque pode ficar desconfortável para ela.
9 – Não descartar o preservativo – Depois do sexo, nem pense em deixar a camisinha usada na cama ou em um móvel. Jogue-a no lixo.
mulher_cama
       Record dá helicóptero a Gugu como parte de indenização


Começou bem o processo de separação "de corpos" entre Gugu e a Record. O apresentador deixou a emissora na última quinta-feira (6), cerca de quatro anos antes do final de seu contrato (que só expiraria no final de 2017). A decisão pela rescisão foi tomada em comum acordo entre as partes e antecipada pelo UOL. Como início dos pagamentos da rescisão, a Record transferiu a propriedade do helicóptero "Águia Dourada" para Gugu.
Pelo contrato assinado, a Record poderia ter de pagar mais de R$ 130 milhões de indenização ao apresentador, uma vez que foi ela quem, supostamente, teria descumprido algumas cláusulas, como, por exemplo, cortar verba de produção do "Programa do Gugu". No entanto, tudo indica que haverá um bom desconto nesse valor, já que Gugu também estava infeliz e cansado da pressão.
Gugu Liberato vinha sendo pressionado dentro da emissora a dar melhores resultados no ibope e no faturamento do programa. Gugu também sofreu pressões de alas radicais da Igreja Universal, que não se conformavam com o salário de R$ 3 milhões mensais do apresentador.
O helicóptero Águia Dourada sempre foi um símbolo do jornalismo da Record. Segundo Ooops! apurou, na negociação ele foi avaliado na faixa de R$ 5 milhões e já teria sido retirado do Campo de Marte e levado para local ignorado em Carapicuíba, em alguma propriedade do apresentador.
No lugar de Gugu, no próximo domingo, entrará Rodrigo Faro e o "Melhor do Brasil". Como diz o velho ditado, a estratégia da emissora revela o cobertor curto, já que abrirá um enorme vácuo na programação do sábado. "O Melhor do Brasil" vinha mantendo o segundo lugar isolado.
Embora não fale sobre seu futuro, Gugu vai reativar sua produtora e aproveitar a onda de produções nacionais obrigatórias na TV, devido à lei de cotas em vigor.
Mais de 90% dos brasileiros querem redução da maioridade penal, diz pesquisa CNT/MDA


Pesquisa da CNT (Confederação Nacional dos Transportes) em conjunto com o instituto MDA divulgada nesta terça-feira (11) revela que 92,7% dos brasileiros são a favor da redução da maioridade penal, atualmente de 18 anos, para 16. Outros 6,3% são contra e 0,9% não opinaram.
O resultado é semelhante à pesquisa Datafolha sobre o assunto divulgada em abril -- o Datafolha, no entanto, ouviu apenas paulistanos. O levantamento CNT/MDA foi feito com 2.010 pessoas em 134 municípios de 20 Estados entre os dias 1º e 5 de junho deste ano.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se posicionou de maneira contrária à redução da maioridade. "Qualquer projeto que reduza a maioridade penal nos termos do que está hoje consagrado na Constituição Federal é inconstitucional, porque todos os direitos e garantias individuais consagrados na Constituição são cláusulas pétreas, ou seja, não podem ser modificados nem por emenda constitucional, (...) apenas com uma nova Constituição", disse.
O assunto é tema de propostas em tramitação no Senado. Há pelo menos três em discussão na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

Crimes recentes cometidos por menores

  • J. Duran Machfee/Futurapress ABRIL DE 2013: Estudante é assassinado na porta de casa em São Paulo mesmo sem reagir a assalto. Amigos pedem redução da maioridade em passeata
  • Tercio Teixeira/Futurapress ABRIL DE 2013: Uma dentista de São Bernardo do Campo (SP) morreu após ser queimada viva por um grupo de ladrões, entre eles um menor de idade
  • Jadson Marques/Estadão conteúdo JUNHO DE 2013: Uma adolescente de 17 anos foi acusada de ter assassinado a própria mãe, no Rio, porque esta se opunha a seu namoro
Dentre elas, apenas uma tem o voto favorável do relator, o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), a de autoria do senador tucano Aloysio Nunes (PSDB-SP). Nunes defende a restrição da redução da maioridade penal apenas em casos de crimes cometidos por menores como tortura, terrorismo, tráfico de drogas, homicídio por grupo de extermínio, homicídio qualificado e estupro.
O levantamento CNT/MDA também mostrou uma percepção de que aumentou o número de crimes cometidos por menores; 69,1% afirmaram que este índice cresceu "muito";  24,8% disseram apenas que "aumentou", 3,7% acreditam que está no mesmo nível e 1,7% acham que diminui. Os outros 0,7% não sabem ou não responderam.
A coordenadora da área de proteção do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) no Brasil, Casimira Benge, defende que o debate sobre a situação do menor infrator seja feita fora de momentos de "comoção".

Casamento gay

Outros temas polêmicos também foram questionados aos entrevistados referente aos direitos dos homossexuais. Entre os entrevistados, 49,5% deles disseram que casais do mesmo sexo deveriam não deveriam ter o direito de adotar um filho contra 43,5% avaliaram que eles teriam o direito de fazê-lo. Apenas 7% não souberam opinar.
Sobre a união civil de pessoas do mesmo sexo, 49,7% se apresentaram como contra e os favoráveis somaram 38,9%, enquanto 11,4% não sabem ou não quiseram responder.
A maioria (54,2%) também se revelou contra a aprovação de uma lei que permitisse o casamento de pessoas do mesmo sexo ante 37,2% que apoiaram a possibilidade e 8,3% não souberam opinar ou não quiseram responder.
Ampliar

Estudantes pedem redução da maioridade em passeata em SP14 fotos

10 / 14
11.abr.2013 - Estudantes da Fundação Cásper Líbero realizam passeata na avenida Paulista, em São Paulo, na manhã desta quinta-feira (11). A manifestação ocorre após a morte de Victor Deepmann, assassinado na porta de casa na última terça (9)

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Físicos encontram evidências de que realidade pode ser uma mera simulação virtual;



 
 
 
Quem diabos está jogando “The Sims” com a gente?
Acredite se quiser: Físicos encontram evidências de que a nossa realidade pode ser uma mera simulação virtual. Fazemos nós parte do melhor videogame já criado?
Não, você não leu errado. De acordo com estudiosos cientistas da Universidade de Bonn, certos aspectos do nosso mundo físico são sustentados por elementos que indicam que a nossa realidade pode não ser nada mais do que uma simulação computadorizada.
A ideia de que somos apenas figuras sustentadas por tecnologias e intelectos superiores parece meio absurda, não é mesmo? O fato é que o cientista planetário Rich Terrile (NASA) acredita veementemente na teoria de que nossa vida não é nada mais do que um videogame.
Silas Beane foi o pesquisador que liderou um grupo de físicos que levantou uma hipótese muito interessante. Segundo as pesquisas, a teoria que mais ganha força é a de que somos uma simulação dentro de outra simulação dentro de outra e assim sucessivamente, com um cenário enriquecido em detalhes, que provavelmente se parece muito com a vida dos nossos “criadores”, para dar a impressão de realidade absoluta. Aparentemente, vivemos em um universo artificial e somos incapazes de nos darmos conta desse fato.
Existe uma teoria chamada “Teoria de campo reticulado” (teoria de física contrária à noção de tempo e espaço continuum da qual temos conhecimentos). Os pesquisadores se basearam nessa teoria para lançar a ideia de que uma simulação de computador (ou um videogame, se preferirem) das próprias leis físicas, que em determinado momento parecem contínuas e que seriam obrigatoriamente inseridas em um retículo espacial, uma adição para a simulação na qual podemos estar vivendo neste momento. Esse retículo tridimensional avança em pequenos passos temporais que limitam a quantidade energética que as partículas virtuais possuem dentro do sistema. Em outras palavras, um recurso virtual que impões “limites”, que poderiam ou não existir para os nossos amados e anônimos criadores.
Isso realmente acontece em certos processos de física quântica que envolvem uma grande quantia de energia (nos raios laser, por exemplo, ou em um feixe de elétrons). Esse retículo limita a energia para que as partículas ocupem seu próprio espaço, com um máximo de energia para que nada nesse “sistema” seja menor do que este permite.
“Se o cosmos é uma simulação numérica, deve haver pistas no espectro de raios cósmicos de alta energia” – dizem os teóricos – ou seja, os raios cósmicos viajariam ao longo dos eixos de uma estrutura, de modo que não conseguiríamos vê-los equalizados em todas as direções.
Com a tecnologia atual e os recursos dos quais a humanidade dispõe, não podemos assegurar definitivamente que estes pesquisadores estão certos ou errados, porém somos plenamente capazes de verificar dentro de algum tempo de estudo, como se orienta a estrutura em que o nosso universo foi criado (ou é simulado, se preferirem).
É uma ideia alucinante e um bocado assustadora, porém, os cálculos de Silas Beane e dos outros pesquisadores deixaram lacunas que não podem ser ignoradas. O principal contra-argumento á teoria dos físicos é que o suposto computador que criou todo nosso universo poderia ter sido criado de qualquer maneira, visto que foi desenvolvido por inteligências e tecnologias muito superiores à nossa, de modo que as técnicas se demonstrariam imperceptíveis a nossos nanicos cérebros humanos.
É claro, acreditar ou não nessa teoria vai de cada um. Mas, se os cientistas estiverem mesmo certos e somos produtos de uma simulação que funciona como uma espécie de videogame, devemos perguntar-nos: Quem diabos está jogando “The Sims” com a gente, porque, que fiquem avisados: o jogo possui alguns bugs como Justin Bieber e Neymar.
O que você acha? Esquisito? Ficção Científica demais? Deixe seu comentário, participe da discussão! 
Dê Um Tempo Para A Leitura. Que tal Um Pouco Da Historia Do  Rei Dos Cordéis e Logo Veremos algumas de Suas Obras.

 

 

Patativa do Assaré


 
Antônio Gonçalves da Silva, conhecido como Patativa do Assaré, nasceu numa pequena propriedade rural de seus pais em Serra de Santana, município de Assaré, no sul do Ceará, em 05-03-1909. Filho mais velho entre os cinco irmãos, começou a vida trabalhando na enxada. O fato de ter passado somente seis meses na escola não impediu que sua veia poética florescesse e o transformasse em um inspirado cantor de sua região, de sua vida e da vida de sua gente. Em reconhecimento a seu trabalho, que é admirado internacionalmente, foi agraciado, no Brasil, com o título de doutor "honoris causa" por universidades locais. Casou-se com D. Belinha, e foi pai de nove filhos. Publicou Inspiração Nordestina, em 1956. Cantos de Patativa, em 1966. Em 1970, Figueiredo Filho publicou seus poemas comentados Patativa do Assaré. Tem inúmeros folhetos de cordel e poemas publicados em revistas e jornais. Sua memória está preservada no centro da cidade de Assaré, num sobradão do século XIX que abriga o Memorial Patativa do Assaré. Em seu livro Cante lá que eu canto cá, Patativa afirma que o sertão enfrenta a fome, a dor e a miséria, e que "para ser poeta de vera é preciso ter sofrimento".
 


Desilusão
Patativa do Assaré(Antônio Gonçalves da Silva)


Como a folha no vento pelo espaço
Eu sinto o coração aqui no peito,
De ilusão e de sonho já desfeito,
A bater e a pulsar com embaraço.

Se é de dia, vou indo passo a passo
Se é de noite, me estendo sobre o leito,
Para o mal incurável não há jeito,
É sem cura que eu vejo o meu fracasso.

Do parnaso não vejo o belo monte,
Minha estrela brilhante no horizonte
Me negou o seu raio de esperança,

Tudo triste em meu ser se manifesta,
Nesta vida cansada só me resta
As saudades do tempo de criança.

(Mantida a grafia original)
 

O alco e a gasolina
Patativa do Assaré(Antônio Gonçalves da Silva)

Neste mundo de pecado
Ninguém qué vivê sozinho
Quem viaja acompanhado
Incurta mais o caminho
Tudo que no mundo existe
Se achando sozinho e triste,
O alco vivia só
Sem ninguém lhe querê bem
E a gasolina também
Vivia no caritó.


O alco tanto sofreu
Sua dura e triste sina
Até que um dia ofreceu
Seu amô a gasolina
Perguntou se ela queria
Ele em sua companhia,
Pois andava aperriado
Era grande o padecê
Não podia mais vivê
Sem companhêra ao seu lado.


Disse ela: dou-lhe a resposta
Mas fazendo uma proposta
Sei que de mim você gosta
E eu não lhe acho tão feio
Porém eu sou moça fina,
Sou a prenda gasolina
Bem recatada, granfina
E gosto muito de asseio.


Se você não é nogento
É grande o contentamento
E tarvez meu sofrimento
Da solidão eu arranque,
Nós não vamo nem casá
Do jeito que o mundo tá
Nós dois vamo é se juntá
E morá dentro do tanque.


Se quisé me acompanhá
No tanque vamo morá
E os apusento zelá
Com carinho e com amô,
Porém lhe dou um conseio
Não vá fazê papé feio
Quero limpeza e asseio
Dentro do carboradô.


Se o meu amô armeja
E andá comigo deseja,
É necessaro que seja
Limpo, zeladô e esperto,
Precisa se controlá,
Veja que eu sou minerá
E você é vegetá,
Será que isto vai dá certo?


Disse o alco: meu benzinho
Eu não quero é tá sozinho
Pra gozá do teu carinho
Todo sacrifiço faço,
Na nossa nova aliança
Disponha de confiança
Com a minha substança
Eu subo até no espaço.


Quero é sê feliz agora
Morá onde você mora
Andá pelo mundo afora
E a minha vida gozá,
Entre nós não há desorde
Basta que você concorde
Nós se junta com as orde
Da senhora Petrobá.


Tudo o alco prometia.
Queria por que queriá
Na Petrobá neste dia
Houve uma festa danada
A Petrobá ordenou
Um ao outro se entregou
E o querozene chorou
Vendo a parenta amigada.


Porém depois de algum dia
Começou grande narquia,
O que o alco prometia
Sem sentimento negou,
Fez uma ação traiçoêra
Com a sua companhêra
Fazendo a maió sugêra
Dentro do carboradô.


Fez o alco uma ruína
Prometeu a gasolina
Que seguia a diciprina
Mas não quis lhe obedecê
Como o cabra embriagado
Descuidado e deslêxado
Dêxava tudo melado,
Agúia, bóia e giclê.


A gasolina falava
E a ele aconceiava,
Mas o alco não ligava,
Inxia o saco a zomba
Lhe respondendo, eu não ligo,
Se achá que vivê comigo
Tá sendo grande castigo
Se quêxe da Petrobá.


E assim ele permanece
No carro a tudo aborrece,
Se a gasolina padece
O chofé também se atrasa
Hoje o alco veve assim
Do jeito do cabra ruim
Que bebe no butiquim
E vai vomitá na casa.

(Mantida a grafia original)

Tá aew umas das grandes obras do Rei da literatura de cordel